Conteúdos mais recentes

Roda de Capoeira com Mestre Aniceto

Roda de Capoeira no Circo Voador com Mestre Aniceto sendo homenageado.

Rita Benneditto - Tecno Macumba

O Parque Madureira, na Zona Norte do Rio, recebeu no sábado, dia 20 de dezembro o Festival Oxum Rio Ijexá que homenageou à Oxum, Rainha das Águas Doces. O evento uniu cultura e religião, com o objetivo de preservar e disseminar a cultura afro-brasileira. Uma carreata com os Filhos de Gandhy circulou em cortejo por bairros da Tijuca e Zona Norte do Rio com a Orixá Oxum, artesanato afro-brasileiro e shows. Um dos shows foi da cantora Rita Bennedito, com o Tecnomacumba. Cultne registrou o evento.

Programa Tom Farias

Programa Cultne na TV exibido em 01 de setembro de 2018 na TV Alerj tendo como convidado o jornalista, crítico literário, pesquisador e escritor Tom Farias.

Por uma nova epistemologia: a vez dos "povos sem voz" - Prof. Dr. José Jorge Siqueira

Cultne registrou com imagens de Alexandre Dias e edição de Filó Filho a apresentação [Por uma nova epistemologia: a vez dos "povos sem voz" do Prof. Dr. Jose Jorge Siqueira para a a XXIII International Conference on Multidisciplinary Studies: "Resilience for Survival". Cambridge University, 30-31 July 2020. no UK.

Reinaldo no Miss Negra São Paulo

Cor da Pele registrou em fevereiro de 1987 a festa do concurso de Miss Negra São Paulo, promovida pelo Clube Aristocrata, tradicional clube da comunidade negra paulista, lá estiveram como jurados convidados, o jornalista Hamilton Cardoso, o bailarino Macalé e o produtor fonográfico Milton Manhães. O show da noite ficou por conta do cantor Reinaldo, o Príncipe do Pagode.

Encontro na rampa

O 10º episódio a websérie Cinema de Terreiro promove um “Encontro na rampa” entre Antônio Pitanga e Roque Araújo.

Clip Rappin Hood - Os Guerreiros

Videoclipe da música "Os Guerreiros" com Rappin Hood no Parque do Ibirapuera em 2005. Participaram as equipes das LUBs de São Paulo e Rio de Janeiro. Rappin Hood foi criado na Vila Arapuá, Heliopólis, na periferia da cidade de São Paulo. Começou a compor aos 14 anos de idade. Estudou trombone e corneta e, em 1989, lançou-se como rapper, quando sagrou-se o vencedor de um campeonato de rap.

Repolho - Semana Axé

O percussionista Reppolho (Givaldo José dos Santos nascido em 18/6/1956 no Recife, em Pernambuco) se apresentou na Semana Axé no Circo Voador com imagens de Enugbarijô de Adauto e Ras Adauto e Cor da Pele de Filó Filho.

Renato da Rocinha & Grupo Arruda

Cultne registrou com imagens e edição de Mario Elena, Alexandre Dias e Filó Filho a Feijoada do Renascença. Na oportunidade o grupo Arruda completou 12 anos de estrada e recebeu como convidado Renato da Rocinha que interpretou as músicas "Seguindo a História" de Inácio Rios; "Nossa Escola" de Ronaldo Camargo/Vinicius Manga/Gabi/Luciano Bom Cabelo/Pipa Vieira/Alex; "Pretas, Brancas e Morenas" de João Martins; "Moço da Balinha" de Alex Primitude/Dinho/Xuxu; "Moro Lá"de Elias José/Nei J. Carlos; "Pão que Alimenta" de Edson Cortes/Wantiur Cardela/Binho Sá; e "Vara de Família" Fred Camacho e Nei Lopes.

Live Recine 2021 - Homenagem ao Cultne

Com a temática A Memória do Cinema Brasileiro, programação exibiu 200 obras audiovisuais de 30 de setembro a 13 de outubro. "Live Memória da Cultura Negra" em homenagem ao Acervo Cultne pela preservação da memória da Cultura Negra. O RECINE, Festival de Cinema de Arquivo com a temática A Memória do Cinema Brasileiro exibiu 200 obras audiovisuais de 30 de setembro a 13 de outubro de 2021, evocando a essência da Memória do Cinema Brasileiro, trazendo homenagens de mestres e responsáveis em fomentar nosso audiovisual.

Prá Matar Preconceito - Nina Rosa e Jacutá do Samba

Homenagem ao Dia internacional do Mulher Negra Latino Caribenha "Prá matar preconceito" (Raul DiCaprio/ Manu da Cuíca) Na rua me chamam de gostosa E o gringo acha que nasci pra dar No postal mais vendido em qualquer loja Tô lá eu de costas contra o mar Falam que meu cabelo é ruim É bombril, toin-oin-oin, é pixaim O olhar tipo porta de serviço É um míssil invisível contra mim Sou Crioula, Neguinha, Mulata E muito mais, camará! Minha história É suada igual dança no Ilê Ninguém vai me dizer o meu lugar Sou Zezé, sou Lecy Mercedes Batista, Ednanci Aída, Ciata Quelé, Mãe Beata e Araci, Pele Preta nessa terra É Bandeira de guerra porque eu vi Se é Conceição ou Dandara Pra matar preconceito eu renasci

Thomas Holt - Universidade de Chicago - Versão em Inglês

Em 2018, atingiremos a marca de 130 anos da abolição da escravatura no Brasil. A data articula uma série de sentidos atribuídos, questionados e disputados por diferentes sujeitos sociais do passado e do presente; oferecendo razões suficientes para a realização de amplos debates públicos sobre o assunto. O cenário também permite que as reflexões ultrapassem os rígidos limites sugeridos pelo quadro cronológico de 13 de maio, bem como as especificidades da experiência brasileira.

RJTV 1988 - Centenário da Abolição

Em 1988, ano do Centenário da Abolição várias produções foram realizadas, entre elas a matéria jornalística do programa RJ TV da TV Globo que abordou temas sobre a consciência negra.

Radio Lapa 55 - Marcio Grafitti & Dom Filó

Soul na Caixa Marcio Graffiti recebeu Dom Filó na Radio Lapa 55 para mais uma edição do programa Música Suburbana. Dom Filó é um dos criadores do movimento Black Rio e de dois dos principais bailes da década de setenta, Noite do Shaft em 1972 e Soul Grand Prix. Em conjunto com outros jovens contemporâneos, Dom Filó contribuiu para combater a realidade da discriminação racial com a valorização da autoestima da juventude negra através da música, do cinema e da literatura.

Festival Erê

O objetivo central do Festival Erê é proporcionar o reconhecimento da identidade negra através da arte, musicalidade e gastronomia, voltado para o público infantil e seus respectivos familiares. O festival aconteceu no dia 12 de outubro de 2021, no mais novo quilombo urbano da Zona Norte do Rio de Janeiro, a Kaza 123 localizada na Rua Visconde de Abaeté 123, Vila Isabel.

Virada - Marina Iris feat. Péricles

Marina Iris com a participação de Péricles . Composição de Marina Iris e Manu da Cuíca

Rita Monteiro & Agbara Dudu de Vera Mendes

A bailarina Rita Monteiro do Agbara Dudu deu um show durante a apresentação do percussionista Repolho com o Ubandu do Reggae no Magia Tropical - 1986

Roberta Barreto & Grupo Benguelê - Rio Antigo

Cultne registrou em 17 de março de 2013, com imagens e edição de Alexandre Dias, Filó Filho e Pedro Oliveira a Roda de Samba do Grupo Benguelê que ocorre todos os domingos no Armazém do Pereira em Nilópolis (Rua Darcy Vargas, 157, Nilópolis - Centro) Na oportunidade o grupo convidou a cantora Roberta Barreto que interpretou "Rio Antigo" de Chico Anísio.

Historiador Antonio Carlos Higino da Silva

Historiador Antonio Carlos Higino da Silva, Pós-doutorando em História Comparada pela UFC – Universidade Federal do Ceará. Sua pesquisa tem como tema “André Rebouças e a reforma dos portos brasileiros (1866-1878)".

Rei Momo no Carnaval de San Luis

Cultne esteve presente com imagens e edição de Filó Filho e Pedro Oliveira no carnaval na Argentina. O cortejo real composto pelo Rei Momo, rainha e princesas do carnaval carioca reinaram no carnaval de San Luis.

O Negro e Publicidade - Elé Semog

No ano do Centenário da Abolição em 1988 na Cave do Empresário, no centro do Rio de Janeiro, vários militantes e artistas deram depoimento sobre o Negro e a Publicidade, entre eles o fotógrafo Januário Garcia, o poeta Carlos Semog, o escritor Joel Rufino, o compositor Luis Carlos da Vila, o professor Celby Rodrigues, a professora Lélia Gonzales, o produtor Don Marco Maguila, o jornalista Luiz Carlos Rego, as atrizes Ruth de Souza e Elisa Lucinda, o ativista Justo de Carvalho, o engenheiro Filó Filho e os atores Paulão e Zózimo Bulbul.

RECINE 2021 - De um lado do Atlântico - Milena Manfredini

“De um lado do Atlântico” é um filme água. Um filme de contato. Um filme em tempos de cheia que tem nas colagens seu ponto de partida e chegada. E que ressona um mantra recém aprendido em sonho: “de muitas águas somos compostos, logo de mar também”.

Da chacina da Candelária a volta por cima - Robson Douglas

O ex-ultra maratonista Robson Douglas teve uma infância dividida entre a vida na rua, uso de drogas e internação na Fundação Estadual do Bem-Estar do Menor (FEBEM), até chegar a ser um dos integrantes da Chacina da Candelária no dia 23 de julho de 1993, onde cerca de 50 menores de rua dormiam nas imediações da Igreja da Candelária, no centro do Rio, quando homens armados surpreenderam os menores e matando sete deles. Os suspeitos eram oficiais da Polícia Militar do Rio de Janeiro. A Chacina da Candelária, como ficou conhecido o episódio, é um ícone da violência contra jovens negros e pobres no Brasil. O Ministério Público colocou vários sobreviventes no Programa de Proteção a Vítimas e Testemunhas Ameaçadas. Robson Douglas, saiu do Rio de janeiro, percorrendo alguns estados, fixando-se em Foz do Iguaçu, fronteira com a Cidade do leste do Paraguai.. Lá conseguiu apoio e encontrou no esporte uma nova vida, tornando-se um ultra maratonista reconhecido nacional e internacionalmente. Dentre as provas que participou está a Maratona Internacional de São Paulo; 2ª Fin Del Mundo Marathon Patagônia, na Argentina; Comrades Marathon Route Map, África do Sul; e participação na Prova de 24 horas, quando foi reconhecido como o único ultramaratonista do Oeste paranaense. Dentre as principais conquistas está o recorde estadual em esteira, com 320 km percorridos. Outro feito de Robson Douglas foi correr nada menos que 162 quilômetros durante 16 horas e 5 minutos. O desempenho do corredor foi certificado pela Câmara Júnior de Foz do Iguaçu, com direito a um fiscal, que controlou o tempo e percurso feito numa esteira, marca RT 300 Moviment. O atleta percorreu por dia uma média de 40 quilômetros em 4 horas. Vale destacar que os 162 quilômetros equivalem a quase quatro maratonas (cada uma tem 42.195 metros). Robson nasceu em São Gonçalo/RJ no ano de 1997, já morou no Canadá e chegou a Foz do Iguaçu em 1996. É pai de quatro filhos: Maico, Raíssa, Kimbaster e Rubérico. Todos, a exemplo do pai, são atletas maratonistas, e apesar da pouca idade já conquistaram algumas vitórias em suas categorias

Rio Maracatu - Festa para Yemanjá

Com imagens e edição de Xandão e Filó Filho, Cultne registrou uma grande festa que celebrou Iemanjá no último dia 5 de fevereiro (2012) no Parque do Flamengo. O Teatro Municipal Carlos Werneck recebeu o Parque Criativo, com a presença de vários artistas entre músicos, atores, estilistas, designers, modelos e poetas.

Robertinho Silva - Encontro Musical Teatro Rival BR

Cultne registrou no Rival BR no dia 1 de junho de 2013 com imagens e edição de Alexandre Xandão e Filó Filho; e still fotográfico de Zezinho Andrade a 10ª Festa da Independência do Senegal a 10ª Festa da Independência do Senegal com a participação de vários convidados, entre eles o músico Robertinho Silva.

Renascença - José Araujo

José Araujo é Bacharel em Artes Cênicas, é também Diretor, Cantor e Professor. O Renascença Clube fez parte da sua carreira, no último dia 18 de novembro de 2010, o ator voltou ao Renascença por ocasião das comemorações à Zumbi dos Palmares.

Programa Nanci Rosa

O programa trafega pela consciência racial e empoderamento feminino.

Prof. Petronilha Beatriz - FLIDAM

Cultne, atuando como parceiro de comunicação, registrou no período de 20 a 23 de novembro de 2013 o FLIDAM, o I Festival Literário Internacional da Diáspora Africana de São João de Meriti, na baixada fluminense, no Rio de Janeiro. Na oportunidade o jornalista Carlos Alberto Medeiros entrevistou a Professora Petronilha Beatriz Gonçalves e Silva presente no evento.

Tributo a Almir Guineto no Encontro dos Banjeiros

Registro do I Encontro de Banjeiros SESI/CULTNE: uma exaltação à cultura popular carioca de qualidade, realizado em 17 de novembro de 2014, dentro do projeto SESI Cultural. Aqui está uma homenagem a Almir Guineto, o Rei do Banjo.

Encontro dos Banjeiros - Vê se gosta - Alysson Olimpio

I Encontro de Banjeiros SESI/CULTNE é uma exaltação à cultura popular carioca de qualidade, realizado em 17 de novembro de 2014 no Teatro Firjan SESI Centro, dentro do projeto SESI Cultural. Homenagem a Almir Guineto, o Rei do Banjo. O Acervo Cultne registrou o espetáculo, na oportunidade, o solista Alisson Olympio brindou o público com o solo de chorinho da música "Vê se gosta" de Waldir Azevedo.

Café com Amor: O papel da história

Encontro semanal para falar de Amor e seus Atos Político-Poéticos! com Aza Njeri, uma acendedora de Sóis! Aza Njeri (Viviane Moraes) é doutora em Literaturas Africanas, pós-doutora em Filosofia Africana, pesquisadora de África e Afrodiáspora no que tange cultura, história, literatura, filosofia, teatro, artes e mulherismo africana. É youtuber e mãe.

Programa Nação - TVE

O programa Nação com apresentação de Fernanda Carvalho e produção de Vera Cardozo vai ao ar todas as quartas-feiras às 22h30min e aos sábados às 21h30, apresentando reportagens, documentários e debates sobre a cultura popular negra, em 2014 o Nação entrevistou Filó Filho para o Acervo Cultne. Foram exibidas imagens da produção audiovisual do acervo para o Festival Latinidades que aconteceu em Brasília em julho de 2014.

Alisson Olímpio - Chorinho "R10"

Alisson Olimpio, músico e compositor compôs o chorinho "R10" em homenagem ao seu amigo Ronaldinho, jogador de futebol brasileiro de renome internacional.

Revista Acervo - Arquivo Nacional

Registro do evento que contemplou o lançamento da 22ª edição da revista Acervo - O Negro na Sociedade Contemporânea em 12 de novembro de 2010, foi lançada a Revista Acervo - O negro na sociedade contemporâneas, uma publicação do Arquivo Nacional que visa contribuir para todos aqueles que buscam material bibliográfico para implementar a Lei nº 10.639 de 2003. A proposta do evento foi promover um debate com alguns dos articulistas que colaboraram com essa publicação e uma reflexão nos campos da arte, do ativismo político e da religião.

Vidas Negras Importam - Episódio 17 Marcelo Dias

Centenas de pessoas se reuniram no último dia 17 de fevereiro no supermercado Extra no Rio de Janeiro transformando o luto em luta. Vidas negras importam, nossos corpos nos pertencem e nossas vidas merecem respeito e dignidade.

Rafael Zulu manda alô no site Ebbano.com

A rede social Ebbano.com foi formada por um grupo de amigos após uma conversa informal, devido a necessidade de trocar informações, na busca do conhecimento e principalmente a auto-estima em torno da comunidade afrodescendente. A tecnologia e a internet vem permitindo que interação entre a sociedade, em especial no seio da juventude. O desenho da proposta é a socialização produtiva, objetivando não somente estar junto, é sim estar produzindo algo que seja bom para todos.

Portela e a inclusão social

Cultne registrou um papo com os membros do Samba Show da Portela durante a apresentação do cantor Diogo Nogueira no Clube do Samba que rolou no Monte Líbano, zona sul da cidade. Foram discutidas a importância da inclusão social nas escolas de samba e a Portela cumpre o seu papel neste quesito.

Renatinho Partideiro na Liga dos MCs - 2007

A LUB TV registrou o embate entre dos MC's durante a Liga dos MC's de 2007 no Teatro Odisséia na Lapa, centro do Rio de Janeiro. A Liga dos MC´s é o primeiro campeonato de freestyle (rimas improvisadas) do Brasil. A competição nasceu no boêmio bairro da Lapa (RJ), mas este ano vai abraçar vários estados com etapas em Porto Alegre, Belo Horizonte, Recife e São Paulo. Nos embates, os MC's atuam em rounds de 45 segundos, demonstrando habilidade de improvisar idéias com criatividade e simpatia. no final é o público é quem define o vencedor de cada batalha.

Racionais MC's na CDD - Diário de um detento

Cultne registrou com imagens e edição de Filó Filho o show do Racionais MC na festa de aniversário da West Coast, que comemorou 6 anos de existência. Mano Brown comandou a festa com as presenças dos rappers Helião ( RZO) e Lino Kris. Na oportunidade o grupo apresentou a música "Diário de um detento" gravada pelo Racionais e escrita por Jocemiir, compositor e escritor do livro "Diário de um detento". Um dos principais grupos de rap brasileiro, os Racionais MC's surgiram no final da década de 1980 na periferia da cidade de São Paulo por Mano Brown (Pedro Paulo Soares Pereira), Ice Blue (Paulo Eduardo Salvador), Edy Rock (Edivaldo Pereira Alves) e KL Jay (Kleber Geraldo Lelis Simões). Suas letras falam sobre a realidade das periferias urbanas brasileiras, discutindo temas como o crime, pobreza, preconceito social e racial, drogas e consciência política. Usando a linguagem da periferia, com expressões típicas das comunidades pobres com o objetivo de comunicar-se de forma mais eficaz com o público jovem de baixa renda, as letras do grupo fazem um discurso contra a opressão à população marginalizada na periferia e procuram passar uma postura contra a submissão e a miséria. Apesar de atuar essencialmente na periferia paulistana, de não fazer uso de grandes mídias e se recusar a participar de grandes festivais pelo Brasil, o grupo vendeu durante a carreira cerca de 1 milhão em álbuns. O nome do grupo foi inspirado no disco Racional ( 1972 ) de Tim Maia e Alvaro Carvalho. A faixa Ela Partiu, do disco Tim Maia e Convidados ( 1977 ) deu inspiração à batida da música "O homem na Estrada" um dos maiores sucessos do grupo. A primeira gravação do grupo foi feita em 1988, quando o selo Zimbabwe Records lançou a coletânea Consciência Black, Vol I. Neste LP, apareceram os dois primeiros sucessos do grupo: "Pânico na Zona Sul" e "Tempos Difíceis". Ambas canções apareceriam dois anos depois em Holocausto Urbano, primeiro disco solo do grupo de rap. No LP, Racionais MC's denuncia em suas letras o racismo e a miséria na periferia de São Paulo, marcada pela violência e pelo crime. O álbum tornou os Racionais MC's bem conhecidos na periferia paulistana, o grupo fez uma série de shows pela Grande São Paulo. Ainda naquele ano, o conjunto fez dois shows na Febem. Em 1991, os Racionais MC's abriram o show do pioneiro Public Enemy, um dos mais famosos grupos de hip hop americano, no Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. A popularização na periferia de São Paulo fez com que os integrantes dos Racionais MC's passassem a desenvolver trabalhos especialmente voltados para comunidades pobres, dentre os quais um projeto criado pela Secretaria Municipal de Educação de São Paulo, em que o conjunto realizou palestras em escolas sobre drogas, racismo, violência policial, entre outros temas. No final de 1992, foi lançado Escolha seu Caminho, segundo LP do grupo. No ano seguinte, participaram do projeto "Música Negra em Ação", realizado no Teatro das Nações em São Paulo, e gravaram o disco Raio x Brasil, terceiro disco do conjunto, lançado em uma festa na quadra da escola de samba Rosas de Ouro, para um público estimado de 10 mil pessoas.

Exposição "Crônicas Cariocas" - Museu de Arte do Rio (MAR)

Exposição Crônicas Cariocas no Museu de Arte do Rio (MAR), que tem a curadoria de Marcelo Campos, Amanda Bonan, Luiz Antônio Simas e Conceição Evaristo. Que histórias ainda vale a pena contar? Como seguir diante de tantas narrativas sobre o fim? A vida que se tornou, cada dia mais, uma dádiva ainda nos restituirá a alegria, a esperança? Cultne registrou com imagens e edição de Filó Filho e Angelino Albaneze em 25.09.2021 no Rio de Janeiro.