Centenário Iyá Davina d'Omolu

Da Bahia para o bairro da Saúde, da Saúde para a Baixada Fluminense. Iyá Davina percorreu o roteiro da implantação do candomblé da Bahia em terras fluminenses. Sua neta de sangue e filha de santo Meninazinha faz da casa de São Matheus um polo irradiador de atendimento à comunidade e de divulgação da religião dos orixás. Heranças ampliam-se, laços se multiplicam. No mundo dos homens, tradições se entrelaçam.

Série Mãe de Santo - Episódio: Iansã

A Ialorixá (Zezé Motta), através de seu terreiro, conduz várias histórias sem uma trama central. Mãe de Santo era composta por 16 capítulos, cada um com uma história, que mostrava uma boa pesquisa sobre os ritos lendários do candomblé. Infelizmente essa proposta não deu certo, e a minissérie acabou ficando por demais confusa. Mesmo entrando no ar todos os dias logo após o grande sucesso Pantanal. Nessa minissérie foi exibido o primeiro beijo gay entre homens da TV Brasileira.

Série Mãe de Santo - Episódio: Exu

A Ialorixá (Zezé Motta), através de seu terreiro, conduz várias histórias sem uma trama central. Mãe de Santo era composta por 16 capítulos, cada um com uma história, que mostrava uma boa pesquisa sobre os ritos lendários do candomblé. Infelizmente essa proposta não deu certo, e a minissérie acabou ficando por demais confusa. Mesmo entrando no ar todos os dias logo após o grande sucesso Pantanal. Nessa minissérie foi exibido o primeiro beijo gay entre homens da TV Brasileira.

Série Mãe de Santo - Episódio: Euá

A Ialorixá (Zezé Motta), através de seu terreiro, conduz várias histórias sem uma trama central. Mãe de Santo era composta por 16 capítulos, cada um com uma história, que mostrava uma boa pesquisa sobre os ritos lendários do candomblé. Infelizmente essa proposta não deu certo, e a minissérie acabou ficando por demais confusa. Mesmo entrando no ar todos os dias logo após o grande sucesso Pantanal. Nessa minissérie foi exibido o primeiro beijo gay entre homens da TV Brasileira.

Rita Benneditto - Tecno Macumba

O Parque Madureira, na Zona Norte do Rio, recebeu no sábado, dia 20 de dezembro o Festival Oxum Rio Ijexá que homenageou à Oxum, Rainha das Águas Doces. O evento uniu cultura e religião, com o objetivo de preservar e disseminar a cultura afro-brasileira. Uma carreata com os Filhos de Gandhy circulou em cortejo por bairros da Tijuca e Zona Norte do Rio com a Orixá Oxum, artesanato afro-brasileiro e shows. Um dos shows foi da cantora Rita Bennedito, com o Tecnomacumba. Cultne registrou o evento.

O Afro Urbano de Dayse Nascimento e Bamba Moleque

Cultne resgatou a performance dos anos 80 do musical dramático ''Afro Urbano" com a bailarina e coreógrafa Dayse Nascimento e ao grupo Bamba Moleque composto pelos músicos Antonio Krisnas, Luisão, Almir Boreo e Paulo Raymundo. Direção musical de Antonio Krisnas. Roteiro, textos e coreografia e direção de Dayse Nascimento. Imagens de Sebastião Claudio da Silva e Cor da Pele. Edição Ras Adauto para Enugbarijô Comunicações. Músicas de Alceu Valença, Villas Lobo, Carl Off, Antonio Krisnas e João Bosco.

Muzenza, a dança da Iniciação - Candomblé

Enugbarijó Comunicações registrou com imagens de Vik, Adauto e Lysie, agitos de Iara e direção de Paulo Farias, a produção contou com o Axé do Ilê de Mofe Oia Bale, Ilê Axé Azoane, Yalorixá Beata de Yemanjá, Ylaorixá Gina, Nininho, Sueli, Deca, Luis, Santa, Larri, Jorge, Delmo, Ricardo e Afonso. No ajeum a força de Ceceia e força dos amigos do Mercadão de Madureira: Ilê Odara, Luar do Boiadeiro, Laço do Boaideiro, Luz D'Angola e Aves da Galeria.

Mãe Meninazinha da Oxum - Teaser do documentário

Teaser do documentário em produção sobre o lançamento do livro de Mãe Meninazinha de Oxum e a celebração dos seus 55 anos de iniciação no candomblé. Imagens e edição de Filó Filho para o Acervo Cultne em 10 de julho de 2015.

Mãe Meninazinha da Oxum - Racismo Religioso

Cultne registrou em 24 de maio de 2019, com imagens de Mário Elena, edição de Filó Filho e música "Vassi para Omolu"com o grupo Alabe KetuJazzformado pelos músicos Glaucus Linx (sax); Antoine Olivier (rum); Dofono de Omulú (Lê); Thiago Magalhães (Rumpi); e Gabriel Guenther (Gã).

Mãe Edelzuita do Oxaguian

Cultne registrou a III Lavagem do Cais do Valongo, na oportunidade entrevistamos a advogada e Yalorixá Mãe Edelzuita do Oxoguian. Edelzuita é uma Iyalorixá do Candomblé, originária do terreiro da Mãe Menininha do Gantois, em Salvador, foi para o Rio de Janeiro (RJ) em 1968, onde abriu sua casa de santo.

Iya Davina - IIê Omolu Oxum

Cultne registrou com imagens e edição de Filó Filho em 14 de dezembro de 2013 o evento 'Seminário Nacional Ancestralidade, Memória e Patrimônio Afro-brasileiro" Ilê Omolu Oxum de Mãe Meninazinha da Oxum que contou com debates com diversos convidados e lançamentos de publicações como o .catálogo "Obirin Odara - Fazendo Arte com Axé", o guia de Direitos "Mulheres Guerreiras contra a Violência" do Ilê Omolu Oxum e o livro "Meu Caminhar, Meu Viver" de Makota Valdina. Na oportunidade foi realizada a mesa sobre "Ancestralidade, Memória e Patrimônio Afro-brasileiro" abordando o Memorial de Iyá Davina que se encontra no Ilê Omolu Oxum em São Mateus, São João de Meriti na Baixada Fluminense.

Ilê Axé Opó Afonja - Casa do Alaká

Cultne produziu com a equipe composta por Vanda Ferreira, Alexandre Dias e Filó Filho em 16 de agosto de 2017, a cobertura sobre a Casa do Alaká no Ilê Axé Opó Afonjá no bairro de São Gonçalo na cidade de Salvador - Bahia. onde se produz o pano da costa, apetrecho feminino muito utilizado pelos adeptos do candomblé. Essa produção audiovisual só foi possível graças a parceira entre a Cultne e a Secretaria do Trabalho Emprego Renda e Esporte da Bahia - SETRE, na gestão da secretária Olivia Santana.

Gilda do Acarajé

Este vídeo histórico traz a saida de da Oxum de Gilca do Acarajé nos final dos anos 80, gravado por Ras Adauto e Vik Birkbeck para Enugbarijô Comunicaçoes. Gilca do Aacarajé era uma peça querida da resistência da cultura, das artes e da religião negra no Rio de Janeiro.

Candeeiro de Vovó

Sou Preto Velho, sou Preta Velha , sim. Mas é na experiência da vida que se adquire a verdadeira sabedoria, aquela que vem do Alto. Sou velho. Velho no falar; velho na mensagem, velho nas tentativas de acertar.

Dona Ivete - 100 Anos da Abolição 1988

Vídeo institucional veiculado pela televisão em rede nacional na ocasião do lançamento do Centenário da Abolição de 1988 e a criação da Fundação Palmares - Ministério da Cultura - Governo Jose Sarney.

Aspectos da Ancestralidade - Prof. Jayro Pereira

Cultne registrou com imagens e edição de Filó Filho em 14 de dezembro de 2013 o evento 'Seminário Nacional Ancestralidade, Memória e Patrimônio Afro-brasileiro" Ilê Omolu Oxum de Mãe Meninazinha da Oxum que contou com debates com diversos convidados e lançamentos de publicações como o .catálogo "Obirin Odara - Fazendo Arte com Axé", o guia de Direitos "Mulheres Guerreiras contra a Violência" do Ilê Omolu Oxum e o livro " "Meu Caminhar, Meu Viver" de Makota Valdina. Na oportunidade, o Teólogo e Professor Jayro Pereira falou ao Acervo Cultne.

Alabê Oni - "O Grande Tambor"

O conteúdo foi retirado do DVD Alabê Ôni, numa co-produção Coletivo Catarse e Alabê Ôni. O Grande Tambor é o nome de um documentário longa-metragem produzido pelo Coletivo Catarse, que trata sobre o Tambor de Sopapo, ou seja, é outro produto cultural.

Mulheres de Axé - José Marmo

Fórum Mulheres de Axé Mobilizadas Contra a Violência Doméstica e Familiar e à promoção dos direitos humanos das mulheres, registrado pelo Acervo Cultne com imagens e edição de Filó Filho em 7 de março de 2015, véspera do Dia Internacional da Mulher. Na oportunidade Jose Marmo, Coordenador do Renafro Saúde ministrou a palestra "Mulheres de Terreiro, Direitos Humanos, Promoção da Saúde e a Construção de Redes de Solidariedade".

Aderbal Ashogun

Cultne registrou um papo com Aderbal Moreira, Ashogun do terreiro Ylê Omi Oju Aro, que tem a frente a Yalorixá Mãe Beata de Iemanjá. Aderbal é filho de Mãe Baeata e como Asshogun tem a responsabilidade pelo sacríficio dos animais dentro da religiosidade.

Encontro de Tradições dos Orixás - 1987

Com imagens de Ras Adauto e Vik Birkbeck para Enugbarijô Comunicações e edição de Filó Filho para o Cultne, registrou-se em 9 de outubro de 1987 o Encontro Regional de Tradições dos Orixás que aconteceu no Ilê Omolu Oxum. A proposta reuniu lideranças e adeptos do candomblé e umbanda dando início ao processo de conscientização da necessidade da união do povo do santo. Mãe Meninazinha recepcionou a todos no Ilê Omolu Oxum.

Encontro de Ogãns 2013

Cultne registrou com imagens e edição de Filó Filho e suporte técnico de Zezinho Andrade o projeto cultural Encontro de Ogãns que reuniu seminário, oficina e apresentação musical, difundindo, promovendo e valorizando a cultura musical do candomblé tradicional e sua forte influência hoje e nas futuras gerações. O projeto Encontro de Ogãns visa à articulação entre os Terreiros de Candomblé do Estado do Rio de Janeiro, difundindo e valorizando a cultura musical do candomblé tradicional e sua forte influência nas futuras gerações, discutindo planos para a salvaguarda, divulgação e articulação dessas práticas através das novas mídias, adaptações, evoluções etc.

Festa para Yemanja - Valéria Lobão & Raphael Gemal

A festa para a Rainha do Mar contou com a força do Bloco Rio Maracatu, teatro de marionetes, sarau, cortejo, poesia e pintura. O DJ MAM se apresentou com os seus convidados Rodrigo Sha, Aleh, Cris Delanno, Lucio Sanfilippo, René Ferrer e Juju Gomes. Idealizada pela designer Julia Vidal, da grife Balaco, a festa Venha Ver Iemanjá foi destaque da terceira edição do Parque Criativo que vem acontecendo desde de janeiro no Aterro do Flamengo.

Festa para Yemanjá - Marfiza

A festa para a Rainha do Mar contou com a força do Bloco Rio Maracatu, teatro de marionetes, sarau, cortejo, poesia e pintura. O DJ MAM se apresentou com os seus convidados Rodrigo Sha, Aleh, Cris Delanno, Lucio Sanfilippo, René Ferrer e Juju Gomes. Idealizada pela designer Julia Vidal, da grife Balaco, a festa Venha Ver Iemanjá foi destaque da terceira edição do Parque Criativo que vem acontecendo desde de janeiro no Aterro do Flamengo.

Festa para Yemanjá - Balaco Pt 2

A festa para a Rainha do Mar contou com a força do Bloco Rio Maracatu, teatro de marionetes, sarau, cortejo, poesia e pintura. O DJ MAM se apresentou com os seus convidados Rodrigo Sha, Aleh, Cris Delanno, Lucio Sanfilippo, René Ferrer e Juju Gomes. Idealizada pela designer Julia Vidal, da grife Balaco, a festa Venha Ver Iemanjá foi destaque da terceira edição do Parque Criativo que vem acontecendo desde de janeiro no Aterro do Flamengo.

Festa para Yemanja - Balaco Pt 1

A festa para a Rainha do Mar contou com a força do Bloco Rio Maracatu, teatro de marionetes, sarau, cortejo, poesia e pintura. O DJ MAM se apresentou com os seus convidados Rodrigo Sha, Aleh, Cris Delanno, Lucio Sanfilippo, René Ferrer e Juju Gomes. Idealizada pela designer Julia Vidal, da grife Balaco, a festa Venha Ver Iemanjá foi destaque da terceira edição do Parque Criativo que vem acontecendo desde de janeiro no Aterro do Flamengo.

Ékèdi Célia - 50 Anos de Iniciada - Parte 3

Nascida em Salvador chegou ao Rio de janeiro e se iniciou como Filha de Santo de Pai Nino D'Ogum do Ylê Nidê. Faleceu em 2009, aos 82 anos deixando um grande legado para nação candomblecista. Substantivo yorubá/nagô pra definir função feminina no ritual do candomblé; sacerdotisa especialmente escolhida, assim como os ogãs, por um orisà para servi-lo, dedicar-se a ele e ao seu culto, cuidando de seus paramentos e dedicando-se a suas obrigações.

Ékèdi Célia - 50 Anos de Iniciada - Parte 2

Nascida em Salvador chegou ao Rio de janeiro e se iniciou como Filha de Santo de Pai Nino D'Ogum do Ylê Nidê. Faleceu em 2009, aos 82 anos deixando um grande legado para nação candomblecista. Substantivo yorubá/nagô pra definir função feminina no ritual do candomblé; sacerdotisa especialmente escolhida, assim como os ogãs, por um orisà para servi-lo, dedicar-se a ele e ao seu culto, cuidando de seus paramentos e dedicando-se a suas obrigações.

Ékèdi Célia - 50 Anos de Iniciada - Parte 1

Ékèdi Célia - 50 anos de iniciação no candomblé Nascida em Salvador chegou ao Rio de janeiro e se iniciou como Filha de Santo de Pai Nino D'Ogum do Ylê Nidê. Faleceu em 2008, aos 82 anos deixando um grande legado para nação candomblecista. Substantivo yorubá/nagô pra definir função feminina no ritual do candomblé; sacerdotisa especialmente escolhida, assim como os ogãs, por um orisà para servi-lo, dedicar-se a ele e ao seu culto, cuidando de seus paramentos e dedicando-se a suas obrigações. Ékèdi Célia é um pedaço do legado dos nossos ancestrais nos deixou...(Yá Beata D'Yemonjá). Ékèdi Célia é a ékèdi modelo.. a única a fazer 50 anos dentro da mesma casa, tendo se iniciado e confirmado no mesmo axê... (Mametu Mabegi Ashe Bate Folha).

Ékede Sara - Zumbi 2010

Cultne registrou a mensagem de Ékede Sara no Monumento a Zumbi dos Palmares na Praça Onze, no Rio de Janeiro.

Táta Ricardo Menezes - Candomblé

Cultne registrou com imagens e edição de Filó Filho e Alexandre Dias a fala de Táta Ricardo Tavares, líder do terreiro Unzó Tateto Lembá, que é Psicanalista Clinico e Psico-Pedagogo Social, Institucional e Clinico, também Mestre em Historia e Cultura Africana. Com mais de 20 anos de existência, o Unzó Tateto Lembá situado em Camaçari na Bahia, foi tombado em 10 de maio de 2016 pela Prefeitura Municipal de Camaçari/BA. O processo para o tombamento e os estudos que o compõem duraram mais de 6 anos e foram fruto da luta do Sacerdote da Casa e Táta Ricardo Tavares.

Candomblé - Grupo Saphi

Grupo de dança SAPHI da coreógrafa e professora Railda Galvão. Camdomblé - dança da tradição afro-brasileira.

Candomblé - A dança da iniciação - Pt 2

Em 1988, a Enugbarijô realizou o Projeto Orun registrando as imagens da Dança da Iniciação com imagens de Vik, Adauto e Leslie. Nos agito Iara, concepção de Paulo e Leslie e direção de Paulo Farias. Participações do Ilê de Mofe Oia Bale, Ilê Axé Azoane, Yalorixá Mãe Beata, Yalorixá Gina, Nininho, Sueli, Deca, Kuis, Larri, Jorge, Delmo, Ricardo, Afonso e Ceceia. Apoio no Mercadão de Madureira do Ilê Odara, Luar do Boiadeiro, Laco do Boiadeiro, Aves da Galeria e Luz D'Angola.

Candomblé - A dança da iniciação - Pt 1

Em 1988, a Enugbarijô realizou o Projeto Orun registrando as imagens da Dança da Iniciação com imagens de Vik, Adauto e Leslie. Nos agito Iara, concepção de Paulo e Leslie e direção de Paulo Farias. Participações do Ilê de Mofe Oia Bale, Ilê Axé Azoane, Yalorixá Mãe Beata, Yalorixá Gina, Nininho, Sueli, Deca, Kuis, Larri, Jorge, Delmo, Ricardo, Afonso e Ceceia. Apoio no Mercadão de Madureira do Ilê Odara, Luar do Boiadeiro, Laco do Boiadeiro, Aves da Galeria e Luz D'Angola.

Saida de Yaô - Exu

Enugbarijô registrou o candomblé na zona norte do Rio de Janeiro em 1993 da nação Keto. A festa teve a saida Yaô de Bara (Exu). O ritual de feitura, de iniciação ao sacerdócio no Candomblé recebe vários nomes; fazer o santo, fazer a cabeça, deitar para o santo, oba baxé ori ou simplesmente oro, que é sacrifício e consagração. A pessoa que se inicia no Candomblé torna-se adoxú, ou seja, passa a possuir oxu, que é o canal de comunicação entre o iniciado e o seu orixá. Todo iniciado no Candomblé, toda pessoa "feita no santo" do neófito ao sacerdote é adoxú.

Candomblé - Xirê

Enugbarijô registrou o candomblé na zona norte do Rio de Janeiro em 1993 da nação Keto. A festa teve a saida Yaô de Bara (Exu). O ritual de feitura, de iniciação ao sacerdócio no Candomblé recebe vários nomes; fazer o santo, fazer a cabeça, deitar para o santo, oba baxé ori ou simplesmente oro, que é sacrifício e consagração. A pessoa que se inicia no Candomblé torna-se adoxú, ou seja, passa a possuir oxu, que é o canal de comunicação entre o iniciado e o seu orixá. Todo iniciado no Candomblé, toda pessoa "feita no santo" do neófito ao sacerdote é adoxú.

Candomblé 1993 - Ossãe

Enugbarijô registrou o candomblé na zona norte do Rio de Janeiro em 1993 da nação Keto. Na festa da saída de uma Yaô de Exu ( Bara), tivemos a manifestação do Orixá Ossãe,

Yalorixá Mãe Teté - Candomblé

Enugbarijó Comunicações registrou com imagens de Vik, Adauto e Lysie e direção de Paulo Farias, performances e papo com Mãe Teté de Iansã, durante o projeto Orun em 1988.

Yalorixá Mãe Beata - Candomblé

Enugbarijó Comunicações registrou com imagens de Vik Birkibeck, Ras Adauto e Lysie com direção de Paulo Farias, performances e papo com Mãe Beata de Iemanjá, durante o projeto Orun em 1988.
Movimento Negro Contem... 04:11
EP4 - Vanda Ferreira - 20 de Novembro
Nossas Histórias 22:52
EP7 - Valdenia Menegon
Quintal de Madureira 03:06
EP7 - Samba de Roda do Awurê
Quintal de Madureira 02:23
EP5 - Awurê & Teresa Cristina
Quintal de Madureira 02:02
EP4 - Awurê - Talento Negro
Quintal de Madureira 05:01
EP2 - O caminho é meu - Awurê
CELUB - Centro de Cult... 02:21
EP16 - Garota LUB - Upsla Fernandes
CELUB - Centro de Cult... 01:29
EP15 - Garota LUB - Tai Brum
Dança Afro 04:06
EP9 - É D'Oxum - Jupi
Gastronomia Afro-Brasi... 03:54
EP8 - Gata Preta Plus Size
Saúde da População Negra 05:19
EP4 - Clube da Mama - Câncer de Mama - 2017
Clipes de Charme 03:58
EP1 - Rosas Negras