OLHOS COLORIDOS, UM HINO? - EU HOJE NÃO ESTOU BEM (Macau) – MAYLA HADALLA & NANDA FELLYX

Essa música é de 2015, recente pra tanta vida né? Lembro que compus em casa, nada de novo, faço música em casa todos os dias, às vezes fico refazendo a mesma música dias e dias, às vezes meses e meses e até anos e anos. Mas muitas vezes faço uma música e pronto. Essa foi mais ou menos assim, defini na casa da Sandra. Ela estava fazendo uns bolinhos salgados na cozinha e eu fui fazer café, uma cobrança de todos porque o meu café é muito bom, modéstia a parte!!! Assim que terminei o café, comecei a tocar.

OLHOS COLORIDOS, UM HINO? – DESLIGA GERAL (Macau) – AUGUSTO BAPT

Eu brinco que Desliga Geral é uma música da minha fase contemporânea, anos 2000, eu adoro essa música, mas não sei se posso separar minhas músicas em fases, mas!!!. Ela foi gravada pela primeira vez no meu primeiro CD “Macau Do jeito Que Sua Alma Entende” de 2011 que esta em todas as plataformas de streaming, um trabalho lindo que foi dirigido por Sandra de Sá. Eu também tenho um registro que adoro, Sandra cantando Desliga Geral no estúdio de ensaio, o Be Happy. Estávamos todos trabalhando o repertório e chegou a vez de Desliga Geral. Eu tinha saído para fumar um cigarro (hoje não fumo mais nada) e o trabalho tinha que continuar.

OLHOS COLORIDOS, UM HINO? – TREM DA CENTRAL (Macau/Sandra de Sá/Durval Ferreira) – SANDRA DE SÁ

A música TREM DA CENTRAL é uma criação minha em parceria com Sandra de Sá e Durval Ferreira. Nós três, cada um com sua arte, trouxemos ao mundo “Olhos Coloridos” e nunca mais nos separamos. Muita coisa linda saiu de nossas mentes “brilhantes” e uma delas é “Trem da Central” que foi gravada por Sandra no LP VALE TUDO, de 1983. Eu lembro bem que Sandra já estava em estúdio e o Tim Maia apareceu com Vale Tudo, foi uma pancada, como não gravar? E foi assim, foi de repente que Trem da Central se misturou com Vale Tudo. Foi uma honra ter a minha música no mesmo LP com assinaturas de Tim Maia e Sandra de Sá.

OLHOS COLORIDOS, UM HINO? – Medley: DA COR DO CAFÉ (Macau)/ETOILE (Macau)

“DA COR DO CAFÉ, como eu gosto dessa música!!! Uma música dos anos 2000, inicio, ainda era morador da Rocinha. Ela fala das mulheres negras, das que conheci e também das que estão no meu imaginário. Eu tentei prestar uma homenagem, cantar a beleza, a força e as lutas das mulheres negras de uma forma poética. Fiz vários registros dessa música na Warner Chappell e em 2016 consegui lançar “Da Cor do Café” no meu primeiro CD solo “Macau, Do jeito que sua alma entende” que esta disponível em todas as plataformas digitais.“

OLHOS COLORIDOS, UM HINO? - medley - ATITUDE /ANTES QUE O DIA ACABE /PAPO DE DOIDÃO.

As músicas ATITUDE e ANTES QUE O DIA ACABE eu compus entre 2013 e 2015 e lancei as duas no meu segundo EP “Macau, Antes que o dia Acabe”. Considero essa duas canções parte da minha fase contemporânea porque elas conversam um pouco com o meu dia-a-dia, com as minhas percepções da atualidade. Já PAPO DE DOIDÃO é uma das músicas (e são muitas) que compus em parceria com a minha amiga Sandra de Sá, nos anos 90, e seu primeiro registro foi um single que lancei agora em 2020. Podemos dizer que ela faz parte do meu trabalho e da minha vida, que mudou depois de Olhos Coloridos.

OLHOS COLORIDOS, UM HINO? – A PALMA DA MINHA MÃO É PRETA (Macau) – BNEGÃO

Lembro que já vi varias vezes pessoas espantadas com a palma da minha mão preta. Que coisa ne? Nós negros somos percebidos como uma variação da cor preta, do mais retinto ao mais claro. E é como sentimos o preconceito e a discriminação que sofremos durante a vida.

OLHOS COLORIDOS UM HINO? - OLHOS DA NOITE (Macau) – MAYLA HADALLA & NANDA FELLYX

“Olhos da Noite” é uma das minhas muitas composições onde os personagens principais são os “olhos e o olhar”. Olhos Coloridos, Olhar Animal, Olhar Inocente, Olhos de Mel, Olhos de Criança e Olhos da Noite são algumas delas. É uma pena que através dos olhos, do olhar, recebemos o açoite do racismo!!! Com o tempo consegui entender e transformar essa dor em musica e poesia. Não sei se é bom ou ruim, mas sobrevivi até aqui!!!

OLHOS COLORIDOS UM HINO? -Armadilhas da vida (Macau-Cezar Reis) – NANDA FELLYX

Essa música eu compus com meu amigo Cezinha. Ele ainda vive na Cruzada São Sebastião e faz parte da minha história. Somos oriundos da Praia do Pinto, extinta favela que estava localizada no Leblon onde hoje existe um complexo de prédios de classe média. Uma vida!!! Voltando a nossa música “Armadilhas da Vida”, ela foi criada em um dos momentos em que recebi a visita do meu amigo Cezinha.

OLHOS COLORIDOS, UM HINO? - UM GRITO NEGRO (Macau/Gabriel Moura) – FILHOS DE SÁ.

Essa é uma das tantas músicas que compus quando ainda morava na Rocinha, no final dos anos 90. Ela representa minha história, minha vida, meu grito abafado, enfim minha verdade. Quando terminei o trabalho eu gostei do resultado mas achava que faltava uma parte, não estava totalmente satisfeito. Quando me mudei para Laranjeiras, no ano de 2004, passei a conviver com meu amigo Gabriel Moura, meu vizinho no bairro, e muitas vezes nos encontrávamos para compor. Um dia, em um de nossos encontros, apresentei “Um Grito Negro” para ele que rapidamente encontrou o que faltava. A música ficou pronta.

OLHOS COLORIDOS, UM HINO? - VITIMAS DO MUNDO (Macau, Soca Fagundes e Bnegão) - BNEGÃO

“Vitimas do Mundo” é da época em que eu morava na Rocinha, de 1981 até 2004. A música nasceu quando o Soca estava produzindo o “Natal sem fome” da Rocinha, acho que foi em 2002 que ele me mostrou a letra. A canção ficou pronta, mas eu sentia que estava faltando alguma coisa, eu queria colocar um rap. Em 2011 convidamos o Bnegão e pronto, fechamos a tampa!!!

OLHOS COLORIDOS, UM HINO? – CARNE CRUA (MACAU/SERGIO PÉO/PAULO MARCIO GOMES) – AUGUSTO BAPT

Carne Crua ou Liberdade para os meninos da cidade é uma música, ainda inédita, que foi composta por mim e meus amigos Sergio Péo e Paulo Marcio lá pelo final dos anos 90 e, claro, foi na casa do Peo, que era sempre o lugar onde nos reuníamos para conversar, comemorar, cantar, rir, criar, compor, etc.....

OLHOS COLORIDOS, UM HINO? – PURO CHARME (MACAU) – VERONICA BONFIM

Essa música, ainda inédita, foi composta por mim, acho que nos anos 90, em Teresópolis, no sitio do meu amigo Durval Ferreira, aquele amigo que quando ouviu Olhos Coloridos pela primeira vez, colocou Sandra Sá na minha vida. Naquela época eu estava envolvido em um projeto musical com o meu amigo Daniel, um músico e grande arranjador australiano, morando no Rio. Uma das músicas do repertório era Puro Charme.

OLHOS COLORIDOS, UM HINO? – DOCUMENTO NA MÃO (Macau) – BNEGÃO

A música “Documento na Mão” foi composta por mim nos anos 90, já morando na Rocinha, no meio de tudo e de todos!!! Eu circulava muito por dentro das vielas e pulava de favela em favela em busca de som, de gente, de música, dos bailes da cidade, do mundo negro. Eu adoro essa canção porque ela retrata essas minhas andanças pela noite das favelas cariocas e, claro, como sempre presenciei as covardias do cotidiano dos jovens negros e senti e viivi as duras da policia, as vezes nos cantos, sem justificativa, saiu assim “Documento na Mão”.

OLHOS COLORIDOS, UM HINO? – POR FAVOR, ME LEVE (Macau) – MAYLA HADALLA

“A música POR FAVOR, ME LEVE foi composta por mim nos anos 70, época em que eu vivia entre dois extremos da minha vida e carreira musical, a igreja, onde eu compunha e coordenava o Coral da Igreja Santos Anjos, na Cruzada São Sebastião no Leblon e a minha Banda Paulo Bagunça e a Tropa Maldita onde eu era músico, cantor e compositor.

OLHOS COLORIDOS, UM HINO? – O AMIGO DE NOVA YORK (MACAU/DURVAL FERREIRA) - AUGUSTO BAPT

A música “O Amigo de Nova York” foi composta por mim, Macau, e meu amigo, o compositor e produtor musical Durval Ferreira que em 1981 me recebeu em seu escritório na RGE e teve a paciência de ouvir varias músicas que compus gravadas em uma fita cassete e entre elas ele descobriu uma, “Olhos Coloridos” que, para minha felicidade, se tornou um “hit” na voz de Sandra de Sá. Depois disso nos tornamos parceiros em muitas músicas e uma delas, “O Amigo de Nova York” ele apresentou para o Emilio Santiago que gravou em 1983 no seu LP “Mais que Um Momento”.

OLHOS COLORIDOS, UM HINO? – CRESCIMENTO ABSTRATO (Macau/Marcos Vilella) FILHOS DE SÁ

“Essa música tem uma história que vale a pena contar aqui. A minha mulher Moara trabalhava em uma empresa e num belo dia um de seus colegas se desligou da empresa deixando alguns papeis em cima da mesa. Ela no intuito de arrumar recolheu um por um para jogar fora ou guardar para o caso dele voltar para buscar. Em um desses pedaços de papel ela viu um texto que não passou despercebido, uma letra, uns rabiscos no canto da folha que faziam sentido.

OLHOS COLORIDOS UM HINO? – CARIOCA (Macau/Paulo Bagunça) – NANDA FELLYX

Essa música tem muita história, ela vem de longe, daquela época em que eu convivia com os meus amigos da Cruzada São Sebastião, na época da Tropa Maldita. Na época em que meus amigos estavam vivos e muito vivos: Paulinho e Congolês, a nata da Tropa Maldita, que saudades!!!

OLHOS COLORIDOS, UM HINO? - NADA A DECLARAR (Macau/Luiz Melodia) - NANDA FELLYX

Num dia desses do passado, acho que final do anos 90, recebi um telefonema e do outro lado da linha ouvi a voz do meu amigo Luiz Melodia: “aí Macau tenho uma pedreira para te mandar”. Um tempo depois recebi a letra de Nada a Declarar, única música que compus com meu amigo da vida inteira.

OLHOS COLORIDOS, UM HINO? - SAUDADE (Macau/Sandra de Sá) - SANDRA DE SÁ

Eu e Sandra, não da pra resumir a nossa parceria em poucas palavras, Olhos Coloridos nos uniu para sempre, de forma natural. Descobrimos uma identidade musical e SAUDADE foi uma das primeiras músicas que fizemos juntos, foi um período fértil esses nossos momentos. Eu adoro essa música e sempre que encontro Sandra eu canto essa música para ela nunca esquecer, sempre quis que ela gravasse, acho a cara dela. Ao escolher o repertório dessa live inclui essa nossa musica. “OLHOS COLORIDOS, UM HINO? uma live com Sandra de Sá interpretando SAUDADE, que felicidade, lindo!!! Obrigado Sandra!!!

OLHOS COLORIDOS, UM HINO? – OLHAR ANIMAL (Macau) – MAYLA HADALLA

OLHAR ANIMAL é uma musica de minha autoria que faz parte do LP PAULO BAGUNÇA E A TROPA MALDITA, o disco da minha banda lançado em 1973, pela Continental (hoje Warner Music). Essa música, que foi interpretada por mim no disco, contou com arranjos de Laércio de Freitas. O Laércio em um daqueles dias de gravação olhou pra mim e disse “Macau qual é a tua?”. Eu até hoje me pergunto, porque ele disse isso? E cada vez que penso vem na minha lembrança coisas diferentes. Nem sei se ele se lembra, mas eu me lembro muito bem. Foi muita honra pra gente ter o maestro Laércio de Freitas no nosso LP.

OLHOS COLORIDOS, UM HINO? - MENSAGEIRO (Macau/Paulo Bagunça) - MACAU & MAYLA HADALLA

Na Live OLHOS COLORIDOS, UM HINO? que se realizou no dia 14/03/2021, MACAU convidou a querida MAYLA HADALLA para cantar MENSAGEIRO, uma música que ele compôs com seu amigo PAULO BAGUNÇA e que foi registrada no LP “PAULO BAGUNÇA E A TROPA MALDITA” lançado pela Continental em 1973.

OLHOS COLORIDOS, UM HINO? - DOIS TIPOS (Macau/Durval Ferreira/Ronaldo Fialho) MACAU & BNEGÃO

BNegão abrilhantou a noite do domingo 14/3 com sua linda interpretação de DOIS TIPOS. Uma música que compus com Durval Ferreira e Ronaldo Fialho. Que foi interpretada no meu primeiro CD “Macau, Do Jeito Que Sua Alma Entende” por Luiz Melodia. E agora, nessa minha Live apoteótica, OLHOS COLORIDOS, UM HINO? BNegão arrasou!!! Como posso agradecer tanta honra!!! Escutem!!! Assistam!!!
2
Macau - Olhos Coloridos 06:00
EP2 - Macau no Imagina Rio

Macau no Imagina Rio

Cultne registrou a performance do compositor e intérprete Macau nas dependências do Metrô Ipanema, no Rio de Janeiro. A iniciativa contou com o apoio do Metrô e da Rede Imagina Rio - um Movimento Sócio - Cultural de forte cunho artístico com expressões nas artes visuais, teatro, música, cinema, dança, moda, literatura e design. Colocando a cidade em posição de vanguarda na busca de novos valores e transformações sociais, tendo como pilares a economia criativa e a sustentabilidade.(www.imaginario.etc.br)
1
Macau - Olhos Coloridos 02:59
EP1 - Macau - Cruzada São Sebastião

Macau - Cruzada São Sebastião

Em 1988, A equipe Cor da Pele- CP Produção e Vídeo registrou o evento que marcou um dos momentos mais importantes na luta do Movimento Negro em conceber a memória a Zumbi dos Palmares, na oportunidade a comunidade negra reconhecia a luta de Palmares como mais importante do que a Abolição da escravatura comemorada no 13 de maio.